Censura por discurso de ódio
Está ação revela que a burguesia tem medo da onda de violência das massas que se levanta nos EUA hoje, e mais, que essa censura irá se voltar contra a própria revolta das massas.
divisoes-diferentes-da-ku-klux-klan-discriminam-afro-americanos-judeus-e-imigrantes-mais-recentemente-tambem-ha-atos-de-discriminacao-contra-a-comunidade-lgbt-1534278752893_v2_450x337 (1)
David Duke foi líder nacional da KKK e continua a promover valores racistas e antissemitas | Foto: Getty Images

O Twitter baniu permanentemente a conta de David Duke, ex-líder de uma das gerações da Ku Klux Klan, que é um grupo de supremacia branca a favor da tortura e assassinato de negros nos Estados Unidos entre o século 19 e 20 e ainda tem apoiadores.

“A conta foi suspensa permanentemente por violações repetidas das regras do Twitter sobre conduta odiosa”, disse um porta-voz da rede à revista Newsweek.

Está ação revela que a burguesia tem medo da onda de violência das massas que se levanta nos EUA hoje, e mais, que a tal censura pode – e deve – em um próximo momento se voltar contra a própria esquerda.

Relacionadas