TV Mulheres discute vida e maternidade: “Parir não é parar”

janaina silva

Da redação – Na segunda-feira, 16 de julho, às 19 horas, o programa TV Mulheres recebe Janaína Silva, que faz parte de um coletivo que discute e se movimenta no sentido de que as crianças não são uma responsabilidade exclusiva das mulheres e que a mulher têm direito de continuar vivendo, produzindo e convivendo em sociedade após a maternidade; assim como a criança têm direitos que devem ser respeitados

Janaína Silva é estudante de pedagogia no último ano, pela PUC-SP, trabalha como educadora na educação infantil, é atriz formada pela EAD/USP e cantora compositora no projeto experimental azul celeste; e atua como ativista pela coletiva “parir não é parar” e pelo movimento de mães universitárias “As PUC q pariu”.

Na Universidade Janaína já sentiu na pele o que muitas mães passam em silêncio; ao ter que levar sua filha pequena por falta de estrutura social, creche ou alguém que pudesse cuidar da criança, o professor disse que não aceitaria que ela permanecesse na sala de aula com sua filha.

Esse debate diz respeito não apenas à universidade, mas à sociedade como um todo que não garante estrutura ou políticas públicas e joga sobre as mulheres toda a responsabilidade do cuidado, educação e saúde das crianças.

O programa do Coletivo de Mulheres Rosa Luxemburgo na Causa Operária TV, é exibido ao vivo, toda segunda-feira, às 19h. Se você está em São Paulo e quiser venha assistir pessoalmente no Centro Cultural Benjamin Péret; que fica na Rua Serranos, 90 – bairro da Saúde, SP.