Turquia propõe acompanhamento conjunto com Rússia e Irã para garantir saída dos EUA da Síria

Erdogan-putin-rohani

Nesta quarta-feira (9), o Ministro das Relações da Turquia, Mevlut Cavusoglu, anunciou na rede televisiva turca NTV que o governo da Turquia irá supervisionar, em conjunto com a Rússia e o Irã, a saída do imperialismo norte-americano da Síria.

Depois da tentativa de golpe do imperialismo em julho de 2016, claramente apoiado pelo imperialismo norte-americano, a Turquia, em reação, vem se aproximando da Rússia e do Irã em uma política de oposição à presença dos Estados Unidos da América no Oriente Médio.

Apesar do anúncio em dezembro de 2018, do Presidente dos EUA, Donald Trump, sobre a retirada de suas tropas da Síria, o setor imperialista americano tensiona por manter o apoio bélico às milícias curdas do norte da Síria, como forma de enfraquecer o governo que sírio que opõe resistências aos seus interesse na região.

Nesse sentido, a declaração do chanceler turco representa um acordo com o Irã e a Rússia para forçar a saída do imperialismo norte-americano da Síria.