“Tudo culpa do Lula”: Ciro, o isolado, não se conforma com fracasso da aliança com “centrão”

ciro2

O presidenciável Ciro Gomes (hoje no PDT) tentou sem sucesso agradar a direita, buscando se credenciar como o candidato preferencial dos golpistas; ao mesmo tempo que buscava (e ainda tenta), também sem muito sucesso,  aplicar o estelionato de se apresentar como candidato de esquerda, auxiliado por notórios direitistas como Miriam Leitão e Merval Pereira (da Globo) que o apresentaram como o “melhor candidato da esquerda”.
.
Como todo mau perdedor, ele procurou um culpado por estar sozinho e acusa o Lula de ter armado pra ele, fazendo-se de esquecido de que o ex-presidente é o lider em todas as pesquisas e que agrupa em torno de sua candidatura as principais organizações de luta dos trabalhadores e da juventude, de todo o País.

Além de intensificar seus ataques contra os petistas e, particularmente, contra Lula, Ciro aprofundou suas alianças com a direita, anunciando como vice a senadora Kátia Abreu e alianças com o líder da UDR – organização assassina de sem terras – senador Ronaldo Caiado.
O insucesso de Ciro em ludibriar amplas parcelas da esquerda, evidenciam uma evolução política de setores que levaram adiante a denuncia do caráter reacionário e golpista de sua candidatura, o que precisa ser intensificado durante o processo eleitoral em que novas manobras estarão colocadas pela tentativa da burguesia de legitimar o processo fraudulento que estão buscando realizar sem a presença de Lula.