E vice-versa
Danilo Pássaro (PSOL) tomou diversas atitudes que desmobilizaram a esquerda que luta pelo “fora Bolsonaro”. É preciso denunciar sua política a serviço da direita.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
danilo pássaro estadão
Danilo Pássaro, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) | Foto: Werther Santana/ Estadão

Já foi denunciado amplamente por esse Diário que o psolista, Danilo Pássaro, bateu na noite de terça-feira à porta do Centro Cultural Benjamin Péret, às dez horas da noite, junto com outros três homens, para procurar intimidar o companheiro Henrique Áreas. Ao serem informados, outros militantes do Partido da Causa Operária se fizeram presentes ao local e evitaram que uma possível situação de violência se desenrolasse.

Entre as queixas expressas por Pássaro e seus acompanhantes naquela noite estavam, primeiramente, o problema de termos levado bandeiras do nosso partido ao ato do último domingo (28 de junho), o que, segundo eles, era contra algum combinado pré-estabelecido do qual não fomos informados, e o fato de que o teríamos chamado de “Tucano” em nossa imprensa. 

Com relação às bandeiras, é preciso destacar que o PCO é totalmente contra a política de procurar impedir que partidos e organizações se manifestem livremente nos atos públicos. Levantar bandeiras e faixas trata-se de um usufruto desse direito. Além do mais, é natural que os militantes que estão em uma manifestação em nome de um partido político levem suas bandeiras e cores a fim de se identificar e de expressar o programa do partido para a situação.

É preciso também lembrar que, em junho de 2013, a direita, com seus infiltrados, se utilizou do expediente de intimidação e de procurar fazer a esquerda baixar suas bandeiras e esconder as suas cores para desmanchar a mobilização e transformar tudo aquilo em atos golpistas que exigiam a derrubada do governo do PT. 

Com relação a tê-lo chamado de “tucano” ou tê-lo comparado a um, é preciso analisar a sua atuação política a fim de justificar o uso deste termo.

Danilo Pássaro era um desconhecido da política nacional até o momento em que o movimento chamado “Somos Democracia”, do qual é um dos líderes, foi absorvido pela frente ampla e passou a adotar sua política. Usando as cores amarelo e azul, ganhou projeção nos veículos da imprensa burguesa, como Folha de S. Paulo, Estadão, O Globo etc. Demonstrando que, por trás desse movimento, estão os velhos personagens da direita tradicional como o PSDB e seus associados.

Aliado a Guilherme Boulos, usou-se de sua posição como integrante da torcida Gaviões da Fiel para desmobilizar o movimento das torcidas, que vinham impondo derrotas aos fascistas que se manifestavam na Paulista. Primeiro transferindo um dos atos para o Largo da Batata e, posteriormente, fazendo acordos com os fascistas para um rodízio de manifestações na disputada avenida, e, finalmente, chamando todos a saírem de casa com camisa amarela, cuja memória está relacionada às manifestações pelo impeachment de Dilma e, mais recentemente, aos atos fascistas em apoio a Bolsonaro.

A mudança de teor das manifestações foi bem significativa. De modo que o último ato, organizado em partes pelo Somos Democracia, contou com faixas e sinalizadores amarelos, discursos vazios ou com teor religioso e uma adesão popular muito menor do que os anteriores. Ao PCO e seus manifestantes não foi permitida a unificação com esse ato porque estava  portando as bandeiras e faixas do partido.

Por essas ações de Danilo Pássaro, pode-se concluir que ele vem galgando espaço no cenário político nacional, com a ajuda de elementos ligados à burguesia, que o manipulam para fazê-lo adotar posições extremamente direitistas, chegando ao ponto de procurar intimidar partidos que queiram exibir suas bandeiras com métodos bolsonaristas. Portanto, não seria nada absurdo dizer que, embora ele possa não se considerar como um tucano, em muitos momentos, ele tem a conduta política de um.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas