Tucano que acabou com direitos trabalhistas vai se juntar a Bolsonaro para acabar com aposentadoria

Rogério-e-Aécio

Para comprovar que o governo Bolsonaro, eleito através de uma enorme fraude, nada mais é que a continuidade do golpe de estado de 2016, o ministro da Economia de Bolsonaro, o liberal Paulo Guedes, acaba de nomear para a Secretaria Especial da Previdência o tucano Rogério Marinho.

Marinho é deputado federal pelo PSDB do Rio Grande do Norte, e durante o governo golpista de Michel Temer foi  um dos principais defensores desse governo, votando em defesa da permanência de Temer no governo, quando esse estava sendo processado pelo procurador Rodrigo Janot.

Rogério também é fiel escudeiro de Aécio Neves, e teve presença marcante no momento que o governo golpista acabou com os direitos trabalhistas através da famigerada “reforma” trabalhista, atuando como relator desse brutal ataque aos direitos dos trabalhadores.

No governo de Bolsonaro, atuando com o privatizador Paulo Guedes, Rogério Marinho terá a missão que o governo Temer não conseguiu cumprir, que é a de acabar com o direito de aposentadoria dos trabalhadores, entregando a previdência pública para as mãos dos banqueiros nacionais e estrangeiros.

Essa e outras nomeações de políticos do PSDB no primeiro escalão do governo de Jair Bolsonaro só comprova o alinhamento do PSDB com a extrema direita no país, mostrando que Bolsonaro será um governo de acordo com os interesses do imperialismo no Brasil.

É necessário se opor imediatamente ao governo golpista e ilegítimo de Jair Bolsonaro através de grandes mobilizações de rua, organizando a campanha pelo “Fora Bolsonaro e todos os golpistas” e pela liberdade de Lula.