TSE mostra de que lado está e nega pedido de Haddad contra Bolsonaro

banhos

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou o pedido de Fernando Haddad do PT (Partido dos Trabalhadores) para a concessão de direito de resposta contra a propaganda do candidato do PSL (Partido Social Liberal), Jair Bolsonaro, que classificou o candidato petista como “pior prefeito do Brasil”, referindo-se ao período em que Haddad ficou a frente da prefeitura de São Paulo.

Na decisão, o ministro Sérgio Banhos diz que “o exercício do direito de resposta é viável apenas quando for possível extrair, das afirmações apontadas, fato sabidamente inverídico apto a ofender, em caráter pessoal, o candidato, partido ou coligação”. No entendimento do ministro, ser chamado “pior prefeito do Brasil” não ofenderia o Fernando Haddad.

Isso demonstra que a justiça tem lado. O judiciário, como analisaram os marxistas, é um dos setores mais direitistas do estado capitalista. Enquanto Rosa Webber, ministra do STF, fecha os olhos para Bolsonaro,  o judiciário nega todo e qualquer tipo de direito para os petistas.