Derrubar Bolsonaro nas ruas
A chapa da esquerda pediu uma investigação sobre os outdoors colocados por apoiadores de Bolsonaro nas eleições. Porém, é fato que a questão fundamental era a perseguição à Lula
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolso1 (1)
Outdoor de Jair Bolsonaro no interior da Bahia foi questionado pela Rede Sustentabilidade | Foto: Facebook

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ordenou ontem (23) o arquivamento de uma das dezenas de ações que pedem a cassação da chapa golpista, Jair Bolsonaro é Hamilton Mourão. O processo girava em torno de um suposto abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de 2018.l

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) auxiliada pela coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PCdoB/Pros) defendia que o presidente e seu vice, teriam sido beneficiados pela irregular instalação de outdoors em pelo menos 33 municípios de 13 estados brasileiros no período pré-eleitoral, e assim,  além de ilegal, a medida

teria comprometido o equilíbrio do pleito.

​O Ministério Público Eleitoral (MPE), identificou 179 outdoors instalados por dezenas de contratantes em 25 estados. No entanto, o relator da ação, o ministro Og Fernandes, considerou que não houve “comprovação inequívoca da gravidade”, sendo acompanhado pelos ministros.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas