Corrida eleitoral EUA
Volta aos holofotes da mídia imperialista a pratica de sonegação de impostos de Trump, em pleno esfriamento da campanha de Biden
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
download (5)
Donald Trump é acuado de não pagar imposto de renda, há pelo menos 10 anos | Foto: Reprodução

No último domingo (27), o New York Times faz uma publicação – que já foi feita várias vezes em outros anos, por vários outros veículos de comunicação – de uma investigação onde aponta que Trump pagou US$ 750 em impostos federais em 2016.

A reportagem denuncia que Trump não pagou qualquer imposto sobre a renda em dez dos quinze anos avaliados, em grande parte porque declarou mais perdas do que receitas. O NYT obteve os dados entre os anos de 2000 a 2017. Para obter as deduções, Trump declarou grandes perdas financeiras e o que é colocado em questionamento, é se esses prejuízos foram reais ou se tratam-se apenas de uma tática para abater impostos.

A matéria revela também alguns detalhes, onde mostra que Trump também colocou gastos pessoais, como o custo de um avião particular e mais de US$ 70 mil em serviços de cabeleireiro durante a produção do reality show “O Aprendiz”, como despesas empresariais e acusa o atual presidente de praticar essa manobra, como um meio de reduzir os abatimentos.

O fato é que as declarações do imposto de renda de Donald Trump estão no centro de uma batalha jurídica, uma vez que ele sempre negou publicá-las, quebrando com a tradição criada por seus antecessores na Casa Branca. E toda essa falta de transparência do atual presidente norte-americano, tem sido um prato cheio para os ataques não apenas do NYT, mas de toda a imprensa imperialista mundial.

Ocorre que toda essa polêmica quanto às obrigações tributárias de Trump não é de hoje, mas, podemos observar que o caso volta aos holofotes dos noticiários, precisamente em um momento onde notamos um esfriamento na campanha de Biden na corrida pelas eleições presidenciais.

Sonegação de impostos é uma prática entre a burguesia, mais antiga do que “andar para frente”, mas mesmo assim, os meios de comunicação que estão a serviço da burguesia norte-americana, insistem nessa demagogia deixando muito claro que, neste momento, Trump torna-se um alvo da patrulha da “moral e bons costumes”, para favorecer Joe Biden, em uma eleição onde analistas apontam uma disputa presidencial totalmente aberta nos EUA, não deixando alternativa à mídia imperialista, que não a de revelar quem de fato é o seu candidato.

Vale lembrar que Trump não passa de um nazista, que não tem a menor condição de tomar conta da maior potencia do mundo. Mas o mesmo é apenas um resultado daquilo que o sistema capitalista é capaz de produzir.

Mas Joe Biden juntamente com o partido Democrata, são uns dos maiores ofensores dos principais problemas sociais que os Estados Unidos enfrenta, como o encarceramento em massa, algo que Biden muito se orgulha.

A verdade, é que o povo norte-americano encontra-se entre a cruz e espada, mas ao mesmo tempo, a situação é favorável a uma reflexão por parte da sociedade para entender que, as eleições é um evento totalmente divorciado da democracia e também chegar a conclusão que, assim como o Republicano, o partido Democrata é um outro capacho do imperialismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas