Trump separa mães e filhos na fronteira

trump-29

O governo norte-americano separou cerca de 1,5 mil crianças imigrantes de suas mães que cruzaram as fronteiras dos Estados Unidos desde outubro de 2017. A informação é de uma reportagem publicada no New York Times no último dia 26 de abril.

Desde então o governo norte-americano tem sido questionado sobre o que aconteceu. As queixas das mães se tornaram mais constantes nos últimos dias. O caso levantou suspeitas de que elas poderiam ter sido vítimas de tráfico infantil ou até mesmo de trabalhos forçados e ilegais no país. As crianças ficaram sob custódia do governo, foram separadas das suas famílias.
De acordo com o relatório, a maioria das crianças vieram de países como Honduras, El Salvador e Guatemala, e estava fugindo de situações de fome e miséria. Como Trump não sabe o que aconteceu com as 1.475 crianças imigrantes?

De outubro a dezembro de 2017, o HHS entrou em contato com 7.635 crianças que o departament havia colocado sob custódia de responsáveis e descobriu que 6.075 das crianças ainda viviam com seus tutores, 28 haviam fugido, 5 foram deportadas e 52 estavam morando com outras pessoas. O restante dessas crianças está desaparecido, disse Steven Wagner, secretário-assistente interino do HHS.

Com sua política de extrema direita e brutal contra os imigrantes que tentam cruzar a fronteira, some com cerca de 1,5 mil crianças, na fronteira separam mães e filhos. Que Trump devolva todas essas crianças para as suas famílias