Intervenção militar nos EUA
A crise é de tal proporção que o presidente está utilizando o Exército em vários estados
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
eeuu_pentagono_soldados_efe01.jpg_1718483347 (1)
Soldados em meio a manifestação gigantesca | Foto: EFE

O Departamento de Defesa dos EUA anunciou que convocou nesta quarta-feira (3), 1600 soldados para conter os protestos em Washington D.C., que já chegam no oitavo dia consecutivo.

O assassinato de George Floyd por um policial que manteve o joelho sobre sua garganta durante 10 minutos, levou o país a uma explosão social das comunidades negras, movimentos sociais e muitos outros setores.

E apesar das declarações da Casa Branca, dizendo que esses soldados apenas estarão de alerta, sabemos que é um avanço da ditadura imperialislista contra o povo. O governo está em pânico com manifestações em mais de 40 cidades e o presidente fascista, Donald Trump, chegou até se esconder em um bunker nas noites passadas.

Este mesmo presidente racista, agora  afirma que está destacando milhares e mais milhares de homens do Exército, fortemente armados, para conter a revolta anti racista. A demagogia que usou há poucos dias atrás, já se foi por água abaixo e a verdadeira face do defensor da organização supremacista KKK, está agora mais exposta do que nunca.

Trump ameaça os ativistas antifasciatas de prisão, chamando-os de terroristas, sendo que, sabemos bem, os terroristas estão na Casa Branca, na polícia assassina e no exército.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas