Crise no Oriente Médio
Trump ameaça Irã com um novo atentado em que supostamente 52 pessoas seriam mortas caso o país respondesse à morte de Suleimani, general morto pelos EUA no último dia 3 de janeiro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Mandatory Credit: Photo by Evan Vucci/AP/Shutterstock (10436174g)
President Donald Trump talks to reporters on the South Lawn of the White House, in Washington
Trump, Washington, USA - 04 Oct 2019
Trump |

Presidente dos Estados Unidos declarou que caso houver algum tipo de retaliação por parte do governo do Irã pela morte de Qassim Suleimani, o país já tem em mira 52 alvos diferentes no país do Oriente Médio. Dentre os alvos, Trump garantiu que estão pessoas de alto nível de importância, incluindo indivíduos importantes para a cultura do país.

Caso alguém no mundo ainda tenha dúvida sobre a perversidade dos EUA e do imperialismo no geral em relação aos países oprimidos, está ai a prova definitiva. Os EUA embargam o país, matam um de seus líderes mais importantes e ainda ameaçam promover mais 52 atentados caso o Irã responda ao ataque.

O número de 52 pessoas faz referência a um acontecimento que diz respeito à Revolução Iraniana de 1979, na qual 52 diplomatas norte-americanos foram feitos de reféns em Teerã.

Enquanto isso, milhares de pessoas tomaram as ruas da capital iraniana para pedir a retaliação ao governo norte-americano durante o cortejo fúnebre dos assassinados pelo imperialismo, com a palavra de ordem de “Morte à America”.  O acontecimento demonstra o nível em que chega a crise no país e como a população iraniana está empenhada em responder ao ataque realizado pelo imperialismo.

A filha de Qassim Suleimani recebeu a visita do presidente do país, Hassan Rouhani, e pediu para que vingue a morte de seu pai, recebendo um sinal positivo do presidente, que disse que todos iriam vingar a morte de Suleimani. Já o aiatolá Ali Khamenei disse estar comprometido com a vingança pela morte de Suleimani.

Enquanto a Casa Branca anunciou que realizou o atentado para impedir uma guerra, e que Suleimani estava organizando um ataque terrorista, na verdade o que ocorre é uma escalada no confronto entre Irã e os EUA, o que pode levar a uma série de acontecimentos que coloquem em cheque a liderança dos EUA na região.

Caso queira se inteirar mais sobre o assunto, a Causa Operária TV realizou a última Análise Internacional e a última Análise Política da Semana. ambas com Rui Costa Pimenta, sobre o tema.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas