Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Nesta semana, a juíza Luciana Correa Torres, da 2ª Vara de execução e títulos no Distrito Federal ordenou a penhora de bens da empreiteira OAS, numa ação movida por credores na capital federal. A conta bancária da empresa foi congelada e os bens imóveis foram penhorados, entre eles o famoso objeto de acusação contra o ex-presidente Lula e o que levou-o a ser condenado em primeira instância, o apartamento triplex no litoral paulista.

Esse processo atende a uma empresa brasiliense que solicita o pagamento de dívidas não quitadas da empreiteira na construção de um complexo empresarial. A ação credora alcança o valor de R$ 7,2 milhões em desfavor da OAS.

A juíza aceitou o processo e ordenou que o Banco Central do Brasil bloqueie as contas da empresa, mas o valor encontrado na conta não foi suficiente, acarretando a determinação da penhora de outros bens em nome da empresa, como o apartamento.

A decisão vai justamente na contramão da operação golpista Lava Jato, que acusa o petista de ser proprietário do apartamento triplex em Guarujá, não levando em conta que a escritura do imóvel está no nome da empreiteira.

A base da acusação de que o apartamento seria do petista é a delação premiada do presidente da OAS, Leo Pinheiro. No entanto, no cartório em que está registrada a posse do apartamento a escritura tem OAS Empreendimentos como proprietária.

Entre centenas de outros fatos, este é mais um fato que prova a grande farsa que é a operação golpista Lava Jato e todo o processo do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente Lula. Contudo, a operação é fora da lei e a condenação é baseada meramente em suposições, especulações e convicções.

Nesse sentido, ir para Porto Alegre, manifestar-se contra o julgamento de Lula no TRF-4 é uma questão chave nesse momento e todos os partidos de esquerda, os sindicatos, organizações populares devem se concentrar nessa tarefa. Defender Lula nas ruas, contra a direita, contra o golpe. Não se deve permitir a condenação, muito menos a prisão.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas