TRF-4 nega recurso de Dirceu, perseguição continua e visa todo o PT

dirceu

Sérgio Moro, o Mussolini de Maringá, pode determinar a prisão de José Dirceu a qualquer momento. O TRF-4, tribunal de segunda instância que aondenou Lula pelo triplex da OAS, confirmando a sentença de Moro, negou um recurso de José Dirceu. Em setembro, o tribunal tinha aumentado a pena de José Dirceu de 20 anos e dez meses para 30 anos e nove meses de prisão. Dirceu foi condenado por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Anteriormente, a condenação de José Dirceu no chamado “mensalão” e sua consequente prisão foi um marco no início da ofensiva da direita contra o PT e a esquerda em geral, com o objetivo de chegar a um golpe de Estado. Primeiro a direita esperava influenciar as eleições de forma fraudulenta para conseguir tirar os petistas do Planalto. Depois, vendo que isso não seria possível, partiram para a perseguição aberta. Parlamentares da extrema direita já estão trabalhando para extinguir o PT.

Desde maio do ano passado Dirceu estava solto por uma decisão do STF que trocou uma prisão preventiva por tornozeleira eletrônico. Desde que a direita passou por cima da Constituição para permitir a prisão em segunda instância, condenados que ainda podem entrar com recursos podem ser presos antes de que seus julgamentos de fato terminem. Uma suspensão da presunção de inocência que tem justamente o objetivo de abrir caminho para a perseguição contra a esquerda em geral e o PT.