Ser contra a Copa é uma posição anti-popular e não combativa

capa-cotv-copa-contra-povo

A luta contra o golpe não está desvinculada de todas as manifestações populares no país, o futebol, assim como o carnaval, faz parte da luta política que está atuando em todos os setores da vida social. Para entender o erro da esquerda que é anti-povo, assista ao trecho específico da Análise Política da Semana em:

“Para concluir a exposição, queria falar mais uma vez na Copa, isso tem gerado um debate bastante grande, vários setores da esquerda, infelizmente, adotaram a posição que tem que ser contra a seleção brasileira e contra a Copa. É uma posição, que na realidade, é uma posição extremamente artificial. Ela é como a posição dos sindicato, que é confundir o sindicato com a direção do sindicato. No caso brasileiro é confundir o esporte futebol, que é um aspecto importante da cultura popular, com as instituições que procuram dominar e controlar este esporte, é uma confusão grave, que na realidade, está levando uma parte da esquerda a se colocar em uma posição anti-popular, uma posição que não é combativa.

Simplesmente falar que não vai torcer pela seleção brasileira por que a Confederação é corrupta, é a mesma coisa que falar que não participa do sindicato por que a direção é corrupta. Não se deve confundir uma coisa com a outra, há uma incompreensão generalizada sobre o significado da movimentação em torno do futebol. Muita gente, fazendo um paralelo que é artificial, acredita que uma vitória da seleção brasileira vai fortalecer o governo Temer, isso daí seria uma coisa ainda mais espantosa do que o Espinafre do Popeye no desenho. O cidadão abre uma lata de espinafre e vira uma pessoa super-forte, simplesmente não vai acontecer; ninguém vai fortalecer o golpe por causa da vitória da seleção. Todo governo quando o Brasil ganha uma Copa do Mundo, vai procurar tirar proveito, o problema é saber se isso vai ser uma tentativa bem-sucedida.

O futebol é como qualquer outro aspecto da vida social, é um terreno onde se desenvolve a luta de classes e todo o problema consiste em saber como se posicionar diante dos acontecimentos, o problema é como se posicionar diante dos acontecimentos. A posição da esquerda é rejeitar o futebol, é uma posição que afasta a esquerda da população brasileira. A questão do futebol, a questão do esporte, deve ser transformada em um instrumento de evolução da consciência do povo, a posição da esquerda afasta-a dos setores do povo.”

Contribua com a Causa Operária TV para que haja uma programação melhor, com mais qualidade visual e mais diversidade de conteúdos. A Causa Operária TV é um esforço do PCO, que se receber apoio dos demais pode ficar cada vez maior.
https://www.vakinha.com.br/vaquinha/contribua-com-a-causa-operaria-tv-fevereiro