Ciro Gomes é nacionalista?

capa-cotv-ciro-gomes-nacionalista

Veja a seguir trecho da Análise Política da Semana no qual Rui Costa Pimenta, presidente do PCO, faz uma explicação detalhada sobre os posicionamentos de Ciro Gomes e seus discursos de cunho nacionalista. Assista em Causa Operária TV (COTV) no link abaixo

Ciro Gomes não é um candidato de esquerda, não é um candidato popular, ele é um velho militante do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Alguns setores falam que ele é nacionalista, mas não há nada de nacionalista nele. Tudo o que ele fala não passa de discurso eleitoral, sendo que não podemos confundir discurso eleitoral com a força política real.
O Partido dos Trabalhadores (PT) é um partido que podemos ter um milhão de críticas, mas sabemos que o PT é o partido da Central Única dos Trabalhadores (CUT), dos sindicatos, do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), não dá para o PT ser tão ruim que vá contra toda a sua base social pelo motivo de ele simplesmente desaparecer do mapa. Mesmo assim, em alguns momentos seria um erro votar no PT, agora iremos votar no Ciro Gomes que é um candidato oriundo do PSDB, que é amigo do Aécio, amigo do Paulinho da Força e de toda a corja que deu o golpe. Ainda que ele não seja o candidato do golpe e da direita, certamente ele não é o candidato da esquerda.
Precisaria haver uma discussão um pouco mais racional, qual é o sentido? As eleição não foram feitas para a direita ganhar?! O golpe já foi derrotado e não vimos?! O Lula teria sido preso por engano, é como o Ciro Gomes fala que ele não é preso político?! Se ele não é preso político é que ele é corrupto e teria sido pego pelas malhas da lei segundo o raciocínio de Ciro Gomes.
Se uma pessoa apresenta uma política racional com a qual você não concorda, é preciso rebater com argumentos racionais. Tem que haver um motivo pautado na eficiência de determinada política. Simplesmente ignorar o fato e apresentar como uma realidade imaginária não é suficiente, não pode ser uma política correta. Então, as pessoas que falam de W.O deveriam apresentar uma política concreta: elas acreditam que a esquerda vai ganhar a eleição, com qualquer candidato, basta ser de esquerda?
A política oportunista não tem memória e ela não gosta de colocar nada em perspectiva, nada em um quadro mais amplo, porém faremos isso. Na última eleição presidencial, o PT ganhou raspando. Agora, temos todo o processo da Lava-Jato, temos um monte de gente presa, temos um Supremo Tribunal Federal (STF) que rasga a constituição. O PT que ganhou raspando quando estava ano governo, não está mais no governo e o Lula está preso. Agora, essa esquerda coloca que seria mais fácil de ganhar a eleição. A pessoa que apresenta esse raciocínio teria que argumentar racionalmente, não adianta simplesmente apresentar um argumento: “temos que fazer uma aliança, unidos venceremos”.
Quem disse que a unificação vai resultar em uma vitória, se duas pessoas se unificam contra uma tropa de 100, não adianta uma junção. A coisa tem que ter uma lógica, não é uma ideia abstrata que vai funcionar. É necessário falar para todos os setores que estão debatendo o problema de uma forma racional, qual alternativa que é essa que apresentam? E ainda haveria de explicar por qual motivo colocar Ciro Gomes como elemento de esquerda. A matéria do Brasil 247, que mostra que Ciro Gomes sai pela tangente da pergunta sobre a liberdade para Lula, não se comprometendo. Ou seja, nem para ganhar a eleição, Ciro faz a promessa que iria indultar Lula por medo da reação da direita. Ciro já falou que não mexeria com a Globo, que a única maneira de combater a Globo é o controle remoto.
Pode-se votar em Ciro Gomes, todavia ninguém ganhará nada votando nele. Ciro prometeu nacionalizar a economia, chegado o momento de sua atuação dará a desculpa que queria nacionalizar, mas que o Congresso é contrário. Por que a Gleisi Hoffman declarou que no PT não querem ser vice do Ciro, por não fazer sentido algum.
A eleição é mais do que nunca um jogo de cartas marcadas, a esquerda não vai ganhar, estamos no meio de um Golpe e é preciso discutir com clareza qual a política para vencer o golpe. Já aceitar a eleição e apoiar um Ciro Gomes quando Lula está na cadeia é uma barbaridade. É aceitar qualquer tipo de arbitrariedade contra você em uma determinada situação: o cidadão pode ganhar a eleição e colocam-no na cadeia.
Se Lula está na cadeia para evitar que ele participe das eleições, então se a gente reconhece isso é necessário reconhecer que outras candidaturas são decorativas. A única candidatura para valer está na cadeia, porém a esquerda vai concorrer para dar uma impressão de que é uma eleição de verdade. A política do PCO é impulsionar a luta contra o golpe, para isso é preciso esclarecer a população das arbitrariedades que são o golpe. Participar das eleições como se tudo isso não tivesse acontecendo, então você está encobrindo e não denunciando o golpe. Eis aí o problema chave.
Contribua com a Causa Operária TV para que haja uma programação melhor, com mais qualidade visual e mais diversidade de conteúdos. A Causa Operária TV é um esforço do PCO, que se receber apoio dos demais pode ficar cada vez maior.
https://www.vakinha.com.br/vaquinha/contribua-com-a-causa-operaria-tv-fevereiro