Trabalho infantil atinge 1,8 milhões de crianças: Fora Bolsonaro!
trabalho-infantil1_98b5a8df
Trabalho infantil atinge 1,8 milhões de crianças: Fora Bolsonaro!
trabalho-infantil1_98b5a8df

O trabalho infantil é um problema que atinge diversos países atrasados em lugares como África, Ásia, América e até nos EUA. No caso do Brasil, pelo menos 1,8 milhões de crianças e jovens entre 5 e 17 anos estão inseridos no trabalho infantil, numa completa contramão da lei, que só permite o trabalho a partir dos 14 anos e devidamente fiscalizados em programas de jovem aprendiz e com todas as seguranças necessárias garantidas. Os motivos que podem levar uma criança a esse tipo de situação alarmante são vários e todos um mais vergonhosos que os outros. Muitas famílias não tendo condições financeiras para se manterem, principalmente com o desemprego engolindo o país ou trabalhando por salários baixíssimos, sem qualquer garantia e abandonadas pelos Estado burguês em completo descaso, muitas vezes acabam recorrendo às medidas desesperadas, como trabalho infantil.

Mas não só, muitas vezes o descaso do Estado com a educação também faz com que as crianças e jovens percam o interesse pela escola, fazendo com que muitos prefiram ir trabalhar numa idade em que deveriam estar se dedicando única e exclusivamente aos estudos. E é claro que muitas pessoas tem coragem de empregar crianças, afinal, o salário será mais baixo, não existirão garantias, é mais fácil de manipular uma criança e assim vai…Num país com tantos adultos desempregados, por que tantas crianças empregadas?

Parece que isso não é exatamente um problema para o presidente golpista Bolsonaro, que recentemente defendeu em uma live o trabalho infantil. Na live, Bolsonaro afirma que com 9, 10 anos já trabalhava e que isso em nada o prejudicou. Bom, é notável o dano cognitivo que esse suposto trabalho infantil causou a ele, mas o que realmente importa são as milhares de crianças pobres que realmente precisam recorrer ao trabalho. O presidente fascista fala como se as milhares de denúncias de trabalho infantil fossem crianças de classe média ajudando na lojinha dos pais.

Infelizmente, a burguesia golpista não consegue enxergar que o trabalho infantil se trata de crianças nas ruas o dia todo, sem frequentar a escola ou com um aproveitamento muito baixo, tendo que vender doces no semáforo, engraxar sapatos nas praças, trabalhar na feira carregando caixas pesadas, etc. Somente em 2017 o Censo Agropecuário contabilizou no Brasil pelo menos 587,8 mil crianças menores de 14 anos trabalhando no setor agropecuário. A falta de percepção e descaso com o qual Bolsonaro trata esse tema, mesmo com esses dados alarmantes, mostra ao que ele, e os golpistas que fazem palco pra ele, vieram.

O presidente que não perde uma oportunidade de humilhar a população brasileira, teve coragem de abertamente fazer propaganda pela descriminalização do trabalho infantil, sugerindo que ele só não criava um projeto para isso porque ele seria massacrado. Os golpistas criaram essa situação, jogam as famílias na pobreza e exploram a mão-de-obra barata até não sobrar nada. É urgente e imprescindível que a população não deixe de chamar o Fora Bolsonaro, pois se esse lacaio do imperialismo estadunidense se perpetuar até 2022, será o fim de qualquer perspectiva que a população brasileira possa ter.