Trabalhar até morrer: direita golpista faz com que aposentados voltem a trabalhar para poder pagar as contas

idosos

A crise econômica provocada pelo golpe de Estado; pela política neoliberal dos golpistas criou rapidamente índices assustadores. Um deles trata dos aposentados, de sete a cada 10 idosos no país está aposentado, destes 21% continuam no mercado de trabalho para poder viver. Essa é a política da direita golpista, destruir as condições de vida do povo e impor a população o trabalho ininterruptamente até a morte.

O trabalho na velhice, para além da aposentadoria tende a tornar-se uma constante e o normal sê depender dos golpistas, seja pela baixa remuneração da maioria dos aposentados, seja pela destruição da economia, que muitas vezes impõe as famílias como única renda regular a aposentadoria, devido ao desemprego, seja pela avanço dos golpistas no sentido de roubar a aposentadoria dos trabalhadores brasileiros e acabar com a previdência.

O levantamento feito SPC  (Serviço de Proteção ao Crédito) em conjunto a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) mostrou ainda que a casa dez aposentados, nove contribuem financeiramente com o orçamento familiar, sendo que 46% deles são os principais provedores da família.

De maneira cínica a imprensa golpista apresenta este aspecto nefasto da política golpista, a cassação ao direito de aposentadoria, apresentando como um elemento positivo da economia, mais renda para a família, ao mesmo tempo que ocupa a mente e faz se sentir produtivo.

O fato é que a política neoliberal dos golpistas quer escravizar o trabalhador brasileiro, eliminando-o até mesmo o direito historicamente conquistado de descanso após uma vida de trabalho.