Contra o ataque fascista
Reproduzimos o apoio recebido em nota pelos trabalhadores Beatriz Abramides, Luis Fernando, Alexandre Mandl, Sérgio Viana e Camila Ribeiro.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
DCO - apoio
Campanha internacional contra os ataques fascistas à imprensa operária unifica a classe trabalhadora | Foto por: arquivo DCO.

Algumas notas recebidas nas últimas horas:

Professora Beatriz Abramides da PUC-SP e diretora da APROPUC-SP.

Toda minha solidariedade ao DCO se tiver texto manifestando solidariedade pode me incluir. Tudo muito grave com esse nazifascista luta que segue, abs bia.

 

Declaração de Luis Fernando, filiado ao PSOL-Taquaritinga e Poeta

NOTA DE REPÚDIO AOS HACKERS FINANCIADOS PELA BURGUESIA:

Venho através deste manifesto de repúdio expressar minha indignação contra os constantes ataques que tem sofrido O Diário da Causa Operária dos nossos companheiros de luta do PCO que combate duramente essa política fascista que envenena nosso Brasil. Também quero repudiar os ataques ao Jornal Nova Democracia e Ponte Jornalismo. Sempre em defesa da liberdade de expressão e combatendo os golpes da extrema direita, pois somente assim caminharemos para um futuro mais justo e uma sociedade socialista…Meu nome é LUIZ FERNANDO SANT`ANNA, sou militante pelo PSOL e poeta pelas causas sociais…FORA BOLSONARO E TODA TRUPE FASCISTA!

 

Alexandre Mandl (advogado popular/Campinas):

Companheiro(a)s de luta do PCO,

Tomei conhecimento do ataque de hacker ao site do PCO. Trata-se de um método que afronta às liberdades democráticas e de organização, em especial em relação ao campo socialista e do movimento operário. Hoje é com o PCO, amanhã é com qualquer um de nós.

Diante disso, nossa solidariedade contra essa medida abusiva, denunciando a arbitrariedade e tentativas de intimidação. Não nos calarão.

Saudações,

Alexandre Mandl (advogado popular/Campinas)

 

Sérgio Viana, sindicato dos bancários de Brasília:

Eu Sergio Nascimento Viana, membro da entidade Sindicato dos Bancários de Brasília, venho declarar a minha irrestrita solidariedade aos companheiros do PCO, diante do ato criminoso perpetrado contra a sua página digital, o DCO, que foi invadida por hackers da extrema direita fascista, na tentativa de apagar a memória, a luta e o trabalho de denúncia dos ataques da burguesia contra o povo trabalhador.

Este ataque criminoso não pode ficar impune e neste sentido conclamamos todos os democratas e órgãos da imprensa progressistas a manifestarem não somente a solidariedade aos companheiros do PCO, como externar o mais veemente repúdio a este ato de afronta à liberdade de imprensa e ao livre direito de opinião e expressão.

 

Camila Ribeiro – Historiadora e tradutora:

O ataque cibernético que tentou destruir o site do PCO é análogo aos ataques físicos contra jornais de décadas atrás. Ataques esses que eram muito comuns em tempos autoritários, tais quais os horríveis anos da ditadura militar-civil-jurídica de 1964-1985.

Os mandantes deste crime contra o PCO operam da mesma forma que no regime militar e continuarão a atacar aos veículos de imprensa que realmente fizerem oposição ao desgoverno entreguista e desmantelador das instituições de estado brasileiro, enquanto lançam a população a um estado de barbárie, sem ministério da saúde em meio a pandemia, e sem educação pública que torne possível às novas gerações autonomia intelectual para fazer frente a entrega de todos seus direitos ao mercado estrangeiro.

Porque o site do PCO é um dos poucos e dos mais contundentes jornais de crítica política que realmente instrumentalizam a população contra o ataque diário que sofre por parte dos controladores da política e economia no Brasil é que é necessário denunciar este ataque e financiar o site do PCO.

Pois novos golpes virão contra a imprensa livre e contra os partidos e organizações e indivíduos de esquerda.

Que esse ataque cibernético, assim como outros ataques não virtuais às sedes de partidos, prisões e assassinatos de lideranças, assim como a deliberada negligência de governos federal e estaduais em face a essa pandemia sirva para acordar militâncias e lideranças partidárias de esquerda. Este governo tem como razão de ser assim como base de sustentação um projeto claro de destruição do Brasil como unidade político-econômica funcional. Ou a oposição se faz unida, operativa e eficaz ou não restará nem povo nem território para salvar.

A saída para a queda no abismo em que foi lançado o Brasil é política, mas a resistência passa pelo capital.

Denunciemos o ataque ao PCO e financiemos o PCO, cada um dentro de suas possibilidades.

Camila Ribeiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas