Em Guaianases, Zona Leste
Em plena pandemia, Dória quer entregar hospitais à inciativa privada.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ato hospital guaianases GRANDE
Ato em frente ao Hospital Geral de Guaianases. Imagem: Divulgação |

Da redação – O Hospital Geral de Guaianases, localizado na extrema Zona Leste de São Paulo, está correndo o risco de ser entregue à Organização Social (OS) Santa Marcelina. Em resposta a isso, os trabalhadores da unidade, que com a entrega serão realocados para outro local ou até demitidos de seus postos, fizeram um ato em frente ao hospital.

A exigência dos trabalhadores é que eles possam permanecer em seus cargos, mesmo que haja a entrega para a OS. Em reunião, a administração do hospital havia informado que a Santa Marcelina virá com equipe própria, de modo que os funcionários teriam que ser transferidos para o Hospital Geral de São Matheus. A maior preocupação deles é que, com a transferência, eles possam perder benefícios como o adicional de insalubridade, que é de cerca de R$700, um valor alto para os trabalhadores, que estão há anos sem aumento salarial real.

Além disso, foram homenageados no ato dois trabalhadores do Hospital Geral de Guaianases que morreram de Covid-19, Patrícia Almeida, 44 anos, que funcionária do setor administrativo da unidade, e Edimilson, que trabalhava na manutenção.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas