Campanha salarial 2020/2021
Os trabalhadores em frigoríficos somam perdas de 48%, e vêm sofrendo um brutal ataque às condições de saúde e segurança na pandemia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
mesas de produção em frigoríficos
Linha de produção em um abatedouro de frango | Foto: Reprodução

Foi aprovada a proposta da pauta da campanha salarial referente ao período 2020/2021, a pauta já foi entregue aos patrões.

Conforme levantamento realizado e aprovado na assembleia do dia 14 de outubro, as perdas salariais, ao longo dos anos já estão em 48% e, devido à tentativa dos patrões em retirar direitos conquistados duramente pelos trabalhadores desse setor operário no período do golpe de 2016 até agora.

Já se passaram três anos em que os patrões, seguindo a política imposta do governo golpista impuseram a redução dos direitos dos trabalhadores e vêm desferindo um brutal ataque às conquistas econômicas e sociais, bem como, as garantias de condições de saúde e trabalho, desta forma, além da reposição das perdas, exigem condições minimamente humanas para o exercício de suas funções dentro das fábricas.

Os patrões estão lucrando como nunca neste ano, principalmente diante das exportações, e o aumento de preço de seus produtos. Para citar apenas um exemplo, temos a JBS/Friboi que, em apenas um trimestre, obteve um lucro de 3,38 bilhões.

Os patrões devem abrir imediatamente as negociações, pois os preços dos produtos alimentícios sobem quase que diariamente, enquanto que os trabalhadores têm que esperar por um ano sem qualquer reajuste.

Os trabalhadores lutam por:

Reposição das perdas salariais de 48%, o correspondente ao período confiscado pelo governo FHC, os três anos em que operários recusaram em assinar o rebaixamento da pauta;

Redução na jornada de trabalho para 35 horas semanais, sem redução nos salários;

Salário mínimo de R$ 5.000,00;

Cesta Básica de 45 quilogramas;

Convênio médico gratuito para todos os trabalhadores e sua família;

E a luta contra os golpistas, pelo fora Bolsonaro!

Os trabalhadores discutiram a situação da saúde e segurança no trabalho, diante da pandemia do Coronavírus, onde a situação é de verdadeira tragédia. São mais de 200 mil trabalhadores contaminados em todo o país, bem como enorme número de mortos, devido ao descaso dos patrões, quanto às péssimas condições impostas pelos patrões, com o total consentimento do governo Bolsonaro e todos seus pupilos.

Diante da situação de tamanha destruição de praticamente todos os direitos conquistados pelos operários e, em particular, dos trabalhadores em frigorífico, também foi decidido de realizar uma campanha pelo fora Bolsonaro, bem como, todos os golpistas e restituição de todos os direitos políticos de Lula.

O sindicato dos trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio no Estado de São Paulo está percorrendo as regiões e debatendo com os operários, nas portas das fábricas sobre os encaminhamentos da assembleia, com o boletim Faca Afiada e demais materiais da campanha.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas