HAMBURGUER_1
SHARE
COMANDO DE GREVE

Tigrões com estátuas, tchutchucas com os tucanos

Greve geral da saúde

Trabalhadores da saúde exigem testes e fim das terceirizações

O governo genocida de Marchezan, prefeito de Porto Alegre (RS) quer privatizar o sistema de saúde pública do município

Ato simbólico dia 10-8 – CUT

Desde o começo da pandemia, uma das categorias que mais sofreram com o COVID-19 foram os profissionais da saúde, que estiveram na linha de frente do combate à doença, muitas vezes sem equipamentos de segurança individual. Em contrapartida, os governos golpistas não fizeram nada para melhorar a vida desses profissionais, ao contrário estão demitindo e terceirizando em massa.

Um dos lugares é a prefeitura de Porto Alegre, que fechou o Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família de Porto Alegre (Imesf). Com o fechamento, no dia dez de agosto, a CUT-RS e Sindisaúde-RS realizaram um ato simbólico em frente ao Ministério Público do RS, em Porto Alegre, onde os trabalhadores do Sindisaúde cobraram a testagem em massa dos trabalhadores durante a pandemia do coronavírus e pelo fim das terceirizações.

Os profissionais, no ato simbólico, denunciaram a política golpista e fascista do prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB), que extinguiu o Instituto, os profissionais concursados foram demitidos, com isso, foi prejudicado o atendimento em meio à pandemia.

O governo genocida de Marchezan quer privatizar o sistema de saúde pública do município, e fechou as atividades do Imesf, que era o órgão era responsável pela contratação de profissionais da saúde. Agora quer ampliar sua carnificina.

Diante do aumento da taxa de ocupação dos leitos de UTI, o número voltou a ultrapassar 90% na capital, e o prefeito fecha o Imesf, um absurdo. Essa é a política genocida, ao invés de ampliar os postos de trabalho para o setor de saúde, estão fechando e demitindo trabalhadores.

No Rio Grande do Sul já foram registradas 2.417 mortes e 84.034 infectados pela covid-19. O prefeito do PSDB segue a política genocida de Jair Bolsonaro, estão preocupados somente com os lucros dos bancos e dos patrões, os trabalhadores da saúde que estão desde o começo na linha de frente contra a pandemia, tem adoecido e muitos sendo demitidos.

Diante do caos que vem sendo promovido pelos governos golpistas, é preciso que os profissionais da saúde ampliem sua mobilização. É diante da eminência de uma aceleração dos casos de contaminação, com a abertura do comércio, é preciso organizar a reação.

No momento no Brasil, já foi ultrapassada a marca de 100 mil mortos pela COVID-19. Sabe-se que esses números são subnotificados, os governos, inimigos do povo, estão fechando postos de trabalho e discutindo a volta às aulas, é preciso que os profissionais da educação e saúde se juntem em uma grande mobilização para barrar os desmandos dos golpistas.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.