Contra a privatização
Trabalhadores da CEB aprovam greve a partir de 01/12 contra a privatização da empresa, em defesa dos empregos e do serviço para a população.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
CEB - Trabalhadores (1)
Em assembleia nesta quarta (25) trabalhadores da CEB aprovam greve. | Foto por: reprodução/STIU-DF

Em assembleia realizada na manhã desta quarta (25), em frente à sede da Companhia Energética de Brasília (CEB), trabalhadores aprovaram a greve a partir da próxima terça (01) contra a privatização da empresa, pela manutenção dos empregos e dos salários.

Os trabalhadores denunciam a sanha entreguista do governo de Ibaneis Rocha que, para atender à pressão de grandes capitalistas, quer entregar a empresa a preço de banana, prática comum nas privatizações, o que causará a demissão de centenas de trabalhadores.

O sindicato da categoria, STIU-DF (Sindicato dos Urbanitários no Distrito Federal) está fazendo denunciando a privatização e mostrando como o caso do apagão criminoso no Amapá, fruto da privatização, traz o pior cenário para trabalhadores e para a população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas