Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

No dia 27 de fevereiro, no mesmo Estado em que um operário de 58 anos foi morto em acidente em frigorifico, outro trabalhador acabou sofrendo acidente, desta vez foi na Cidade de Rolim de Moura.
Apenas nos dois primeiros meses deste ano, em Rondônia, já houve dois acidentes, sendo um fatal e outro com fratura exposta e tendo que ser internado às pressas. E, como de habito, após o ocorrido, não se sabe de mais nada, se o acidente resultou em morte, se o operário ficou paraplégico, etc..
A gravidade do acidente não dá para esconder bem como a total falta de condições de trabalho em que os trabalhadores são submetidos, como neste caso, onde o funcionário que estava realizando construção de uma caldeira de profundidade de cinco metros de a devida segurança.
Por outro lado há no País um grande número de frigoríficos nos quais não existe nenhum sistema de segurança e proteção dos seus trabalhadores, que são tratados como peças e após tais fatalidades, são jogados fora.
Esses e muitos ataques aos trabalhadores, à destruição das condições de trabalho, deste senhor que pode não mais ter condições de trabalho, bem como dos vários que já ocorreram e virão a ocorrer, são resultados do agravamento das já precárias condições de trabalho, como resultado do golpe de Estado.
E necessário, para acabar com os ataques as condições de vida dos trabalhadores se colocar na tarefa da construção de comitês de luta contra o golpe nas fábricas, bairros, enfim, em todo o país, pois somente com a derrota do golpe é que os trabalhadores poderão fazer com que suas condições de ser humanos sejam respeitadas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas