Contra os fascistas!
A mobilização exercida pelos torcedores organizados é uma clara luta de classes. Organizadas mostram que a única saída possível para derrotar o fascismo e Bolsonaro é a mobilização
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Do55E6qXUAEnucX
Uma das diversas organizações populares dos torcedores contra Bolsonaro e o fascismo | Foto: Reprodução/Twitter

Hoje, domingo (31), as torcidas organizadas da capital de São Paulo, promoverão um ato na Avenida Paulista contrapondo-se ao ato bolsonarista marcado em defesa de um golpe militar contra o povo brasileiro. O papel dos torcedores é expulsar e conter qualquer tipo de ato por parte dos fascistas que querem os militares nas ruas para massacrar a classe trabalhadora. 

A concentração será às 12 horas no MASP e os organizadores convidam toda a classe trabalhadora para enfrentar o golpe nas ruas, usando medidas de proteção.

 

As torcidas organizadas por todo o país, vem nos últimos tempos se posicionando como vanguarda da luta contra o fascismo e pelo Fora Bolsonaro. É nítido que a posição política carregada por essa massa popular é uma política de esquerda. O fato é que a posição dos torcedores é uma forma de expressão da politização do povo. 

A luta dos torcedores não se opõe apenas aos inimigos do futebol. Lutam pelos direitos da classe trabalhadora em geral. Isso já vem sendo demonstrado há muito tempo nas ruas através de mobilizações contra a direita e o governo golpista de Bolsonaro. 

A mobilização das torcidas anti-fascistas faz cair por terra uma política suicida adotada pela esquerda pequena-burguesa com o #FicaEmCasa, incentivando as massas populares a deixar tudo nas mãos da direita. Ou seja, abandonando a luta de classes, usando como motivo o Covid-19. 

Esse erro vem sendo destrinchado pelos torcedores organizados. A torcida do Corinthians, Gaviões da Fiel, no dia (9) de maio, colocou para correr os fascistas na Av. Paulista. Outra torcida em Brasília, bateu de frente contra a ditadura imposta por Bolsonaro em conluio com militares. Em manifesto, a Torcida Jovem do Flamengo (TJF) também expôs sua posição política contra o governo ilegítimo de Bolsonaro. 

O ato deste domingo deve ser intensificado pelos partidos de esquerda, apoiando e participando de todas as mobilizações exercidas pelas torcidas organizadas. Essa solução das organizadas é a mais correta a ser levada. Os torcedores mostram o acerto de ir às ruas contra a política da extrema-direita.

A luta exercida pela Gaviões da Fiel, Democracia Corinthiana e também as demais torcidas, mostra o porque da burguesia querer o fim das torcidas organizadas, compostas por trabalhadores que carregam as angústias do povo pobre e as transformam em mobilização.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas