Direito de torcer
Torcedores de dezenas de times se unificaram para lutar contra os ataques sofridos pelas torcidas e pelos clubes
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
IMG_1739
Foto: Organização. |

Nesse final de semana, torcidas organizadas antifascistas, coletivos de torcedores e de associados de mais de uma dezena de clubes brasileiros realizaram o encontro nacional “Direito de Torcer”. Tal encontro foi fruto de vários meses de articulações entre esses coletivos ligados ao futebol, que entenderam a necessidade de se unificar em torno de eixos de luta comuns. Ao final do encontro foi criada a Frente Nacional pelo Futebol Popular.

O encontro foi sediado em Porto Alegre, nas instalações do Beira Rio, do Internacional. Entre as principais reivindicações do grupo estão a luta contra a perseguição, repressão e censura às torcidas organizadas e torcedores em geral, a luta contra a elitização nos estádios e a luta contra o controle dos capitalistas sobre os clubes de futebol, representado pelo projeto das SA (Sociedade Anônima) e do clube empresa.

Nesse momento, em que o governo golpista procura aumentar a repressão contra as organizações populares, as torcidas são um dos primeiros alvos dessa política. Por isso a importância da unificação de todos contra o golpe e o governo de Jair Bolsonaro, inimigo declarado do povo.

Faz parte da política dos golpistas a entrega de todo o patrimônio nacional para os grandes capitalistas. Os clubes de futebol devem ser considerados verdadeiros patrimônios do povo brasileiro. A intensificação da política de entregar o futebol aos grandes monopólios faz parte dos planos do golpe e dos monopólios imperialistas que enxergam no futebol brasileiro uma grande fonte de lucro.

Como resultado do encontro será redigido um manifesto pela democratização dos clubes e serão realizados encontros regionais no próximo ano que servirão para encaminhar propostas para o encontro nacional, que deve ocorrer anualmente.

Segundo os organizadores do evento, o 1° Encontro Nacional Direito de Torcer contou com representantes de torcidas, coletivos e frentes antifascistas de Botafogo-PB, Corinthians, Flamengo, Fluminense, Internacional, Palmeiras, Santa Cruz, Vasco e Vitória. Na Frente Nacional participam, ainda, torcedores e torcedoras do CSA, ABC, Botafogo-SP, Botafogo-RJ, Bahia, Sport, Náutico, Cruzeiro, Ceará e Comercial-SP.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas