Estado de exceção decretado
Decreto de Lenín Moreno proíbe população nas ruas entre 21h até 5h, entre outras restrições
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
lenin moreno
Coronavírus apresenta uma oportunidade para fascistas executarem sua política. Foto: Reprodução |

Da redação

O presidente do Equador, Lenín Moreno, decretou estado de exceção no país, que conta com 58 casos de infecção e duas mortes. O decreto dá a Moreno poderes bonapartistas, tais como o de impor toque de recolher das 21h até as 5h, supressão do direito de reunião, plenos poderes sobre as forças armadas, a prerrogativa de criar tributos, censurar meios de comunicação entre outros poderes ditatoriais. Estão suspensas ainda, por 14 dias inicialmente, as viagens e voos domésticos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas