Tolerância zero: Trump manda prender manifestantes contrários à política nazista contra imigrantes

Demonstrators rally and march calling for "an end to family detention" and in opposition to the immigration policies of the Trump administration in Washington

Da redação – Quase 600 manifestantes foram presos nesta quinta-feira (28), em Washington (EUA), durante uma ocupação de um prédio de escritórios do Senado. Os ativistas protestaram com gritos a posição de “tolerância zero” do presidente norte-americano Donald Trump, que enjaulou imigrantes ilegais, separando crianças dos pais demonstrando que o trecho do hino nacional “terra da liberdade” não significa vale mais de nada.

Contendo em sua maioria mulheres vestidas de branco, eles sentaram todos no chão de mármore do edifício do Senado, enrolados em cobertores de prata fazendo menção aos imigrantes que apareceram nas fotos de denúncia que rodam a imprensa internacional.

As palavras de ordem proferidas antes da prisão fora: “falem alto, falem claro, imigrantes são bem-vindos aqui”, o que chamou a atenção de todos os funcionários do prédio que vieram assistir a cena.

A Polícia do Capitólio “democrata”, alertou que os manifestantes seriam presos se não deixassem o prédio, à final, a Constituição não aceita . Logo depois, os ativistas foram enfileirados contra uma parede em pequenos grupos e a polícia confiscou seus cobertores e placas.