Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
|

Da redação – Em evento sobre os 30 anos da constituição de 1988, o atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli, afirmou que apoia a Reforma da Previdência dos golpistas, feita para aumentar a exploração sobre os trabalhadores, fazendo eles trabalharem por mais tempo. Uma pauta fundamental organizada pelo imperialismo.

“O grande desafio que a Constituição Federal tem hoje é o de se renovar em aspectos que permitam o crescimento econômico e a responsabilidade fiscal. Precisamos de uma reforma da previdência para fazer frente ao aumento da expectativa de vida no país e uma reforma que promova simplicidade e eficiência no sistema tributário e fiscal”, disse o ministro.

Ainda, afirmou que é preciso reforçar a “segurança pública”, isto é, no discurso de burguesia, aumentar a repressão contra o povo. Segundo, ele é preciso resolver a “crise do sistema carcerário”, resolvida nos últimos anos com a brutalidade dos militares.

E ressaltou seu medo com o repúdio popular às instituições golpistas.  “Temos que assumir as nossas responsabilidades. Parar de esperarmos tudo de um representante eleito, de um líder, de uma autoridade instituída”.

É preciso denunciar que o atual presidente do STF é um ventríloquo dos Militares. Seu assessor é verdadeiro chefe, o General Fernando Azevedo, uma imposição dos golpistas para o cargo assumido por Toffoli. Por isso, Toffoli está falando abertamente que apoia o projeto dos golpistas de exploração dos trabalhadores e aumento da repressão pelas autoridades golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas