Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fcpzzb_abr_130920181346
|

Da redação – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli irá abrir inquérito criminal para investigar ofensas e ameaças dirigidas aos ministros da Casa. Tudo indica que o fato que fez com que o ministro tomasse essa atitude foi a publicação de um artigo escrito por Diogo Castor, que integra a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. O artigo foi publicado no site O Antagonista, no qual Castor afirma que “vem sendo ensaiado na Segunda turma do STF o mais novo golpe à Lava Jato” e menciona a possibilidade  de “ataques covardes engendrados nas sombras”.

Essa abertura de inquérito baseada na alegação de que notícias falsas estão ameaçando e intimidando ministros do Supremo nada mais é do que desculpa para praticar a censura. O STF não pode arrogar-se o direito de ser o “ministério da verdade” impedindo a livre circulação de ideias pelas redes sociais.

Trata-se de um pretexto para atacar os que denunciam as arbitrariedades da Corte, que é uma das principais responsáveis pelo golpe de Estado e pela prisão política e ilegal do ex-presidente Lula, revelando mais uma vez que é um órgão ditatorial.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas