Todos às ruas pela liberdade de Lula neste dia 10

lula5

O Comitê Nacional Lula Livre, junto com as mais de 80 organizações que integram a Frente Brasil Popular, entre entidades sindicais (CUT), do movimento popular (como a CMP), da luta dos sem terra (MST), partidos de esquerda (como o PT, PCdoB e PCO), estão convocando para a próxima segunda-feira, dia 10, a realização de atos em todo o País, pela liberdade do ex-presidente Lula.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está completando noite meses como preso político, depois de ser condenado sem provas, em um momento em que a perseguição contra ele, outros dirigentes do PT e toda a esquerda não pará de crescer, às vésperas da posse do governo ilegítimo de Jair Bolsonaro, que só chegou à presidência por conta da realização de eleições fraudulentas, nas quais Lula foi impedido de se candidato.

O Comitê e a FBP decidiram realizar, nesse dia 10, o Ato Internacional Lula Livre, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, de onde Lula foi retirado para ser preso, ilegalmente, no dia 7 de abril passado. 

Nesta data vai ser lançada também a Jornada Nacional Lula Livre, com ações em vários lugares do País.

No dia 16 de dezembro, sábado, serão realizadas as Conferências Estaduais de Luta contra o Golpe e contra o Fascismo, convocadas pelos Comitês de Luta contra o golpe de todo o País, e pelo Partido da Causa Operária.

O dia 10, deve ser usado como o ponto de partida para desenvolver uma ampla mobilização contra a direita e o golpe, porque o programa dos golpistas é um amplo ataque às condições de vida e à organização dos trabalhadores. E já ficou mais do que provado que qualquer vitória real contra essa ofensiva e contra a perseguição imposta à Lula e à toda esquerda só pode ser derrotada por meio de uma ampla mobilização nas ruas.

Em sua carta ao Diretório Nacional do PT, Lula denunciou a fraude eleitoral, a perseguição contra ele e toda a esquerda, como parte da ofensiva contra os trabalhadores e apontou a necessidade de voltar às ruas. Não há outro caminho possível para fazer vitoriosa a luta dos trabalhadores contra a direita.

Dia 10, todos à São Bernardo do Campo e aos demais atos em todo o País. Ocupar as ruas pela liberdade de Lula e de todos os presos políticos.

Nenhuma conciliação com o governo ilegítimo, fruto de eleições fraudulentas, capacho do imperialismo. Fora Bolsonaro e todos os golpistas!