Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
FORA BOZO FAIXA
|

Desde a segunda metade do século XIX, o primeiro dia do mês de maio é celebrado em todo o mundo como o dia de luta da classe trabalhadora. Neste ano, setores da esquerda nacional têm afirmado que o 1º de Maio brasileiro será “histórico”, pois será a primeira vez que o ato contará com todas as agremiações que se autodeclaram “centrais sindicais”, as quais não se engajavam nos atos convocados pela CUT.

O “1º de Maio unificado”, no entanto , não representa, necessariamente, um avanço na luta dos trabalhadores, uma vez que uma das “centrais sindicais” que participará do ato é a Força Sindical, que apoiou o golpe de 2016. Outra agremiação que participará é a Conlutas, que defendeu a prisão de Lula e, hoje, ainda defende a manutenção de seu encarceramento.

O único sentido de uma unificação é fortalecer um movimento, não enfraquecê-lo. A unidade “histórica” do 1º de Maio, contudo, é uma unidade para neutralizar o movimento já estabelecido pela liberdade de Lula. Tanto é assim que a convocação oficial do 1º de Maio não traz nenhuma palavra de ordem que contemple os anseios da população no momento, que são “Liberdade para Lula” e “Fora Bolsonaro”.

Apesar de não constarem na convocação oficial do ato, a liberdade de Lula e a derrubada de Bolsonaro devem ser colocadas em primeiro plano amanhã. Nesse sentido, o Partido da Causa Operária convoca todos os militantes e ativistas da luta contra o golpe para intervir com as palavras de ordem “Liberdade para Lula” e “Fora Bolsonaro e todos os golpistas”.

A luta contra o golpe já é um movimento estabelecido, que não pode ser barrado por causa dos interesses de grupos golpistas como a Força Sindical. Por isso, é preciso organizar atos combativos de 1º de Maio onde esses ainda não foram convocados e participar dos atos já convocados com as bandeiras legítimas da luta pela liberdade de Lula e pela derrubada do governo ilegítimo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas