Fora Piñera! Fora Bolsonaro!
Imprensa burguesa está escondendo a principal palavra de ordem das manifestações chilenas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
DCIM/181MEDIA/DJI_0033.JPG
Foto: Wikimedia Commons |

A palavra de ordem que domina as manifestações no Chile é escondida pela imprensa burguesa e consiste no seguinte: fora Piñera! Uma reivindicação que resume e concentra todas as exigências das manifestações contra o governo de Sebastián Piñera. Todos os dias, nas grandes cidades chilenas, a população está saindo às ruas para se manifestar, especialmente os estudantes secundaristas, com amplo apoio popular. E sua principal exigência é o fim desse governo, um governo neoliberal no primeiro laboratório do neoliberalismo em todo o mundo.

A informação de que o “fora Piñera!” é a principal palavra de ordem nas manifestações no Chile está sendo cuidadosamente ocultada. Porém, rompendo o cerco aos fatos imposto pela imprensa burguesa, a Causa Operária TV trouxe um relato direto do Chile durante o programa Reunião de Pauta que foi ao ar na quinta-feira (7). Da cidade de Concepción, capital de Biobío, segunda região mais populosa do país e que abriga seu maior complexo industrial, a correspondente Mônica de Souza apresentou uma série de informações em primeira mão sobre a situação chilena.

Piñera não renuncia

Na imprensa chilena, a direita tem insistido em que o governo não renunciará. Essa é a política da direita golpista em toda América Latina nesse momento, em cada país e em cada embate, a direita golpista não está disposta a ceder terreno e entrar em acordos. É uma situação diferente do começo dos anos 2000, quando diversos governos nacionalistas burgueses entraram no governo com base em um acordo com a burguesia.

Conforme o relato de Mônica de Souza para a Causa Operária TV, isso provoca indignação na população, em um cenário de protestos diários e com pesquisas de opinião mostrando a popularidade de Piñera em menos de 15%. Diante disso, está colocado o embate entre o governo e a população. O presidente se recusa a deixar o cargo, a população se recusa a aceitar sua continuidade e se mantém mobilizada.

É por isso que a população chilena levanta a palavra de ordem “fora Piñera!” Em uma situação parecida com a do Brasil, sem que os partidos de esquerda ou grandes organizações operárias e populares levantem essa palavra de ordem.

Fora Piñera! Fora Bolsonaro!

No Chile como no Brasil, o povo já levanta palavras de ordem pelo fim de seus respectivos governos. Falta que as direções da esquerda levantem também essa palavra de ordem, que se torna a cada dia mais necessária. A direita não pretende ceder e procura contornar a crise política por meio de saída à direita para essa crise, o que tende a levar a regimes mais autoritários. Para evitar esse desfecho, é hora de mobilizar em torno do fim desses governos, nas ruas, e assim impor uma derrota à direita. Fora Bolsonaro!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas