Siga o DCO nas redes sociais

Fora Piñera! Fora Bolsonaro!
Todo o Chile grita: “fora Piñera!”
Imprensa burguesa está escondendo a principal palavra de ordem das manifestações chilenas
DCIM/181MEDIA/DJI_0033.JPG
Fora Piñera! Fora Bolsonaro!
Todo o Chile grita: “fora Piñera!”
Imprensa burguesa está escondendo a principal palavra de ordem das manifestações chilenas
Foto: Wikimedia Commons
DCIM/181MEDIA/DJI_0033.JPG
Foto: Wikimedia Commons

A palavra de ordem que domina as manifestações no Chile é escondida pela imprensa burguesa e consiste no seguinte: fora Piñera! Uma reivindicação que resume e concentra todas as exigências das manifestações contra o governo de Sebastián Piñera. Todos os dias, nas grandes cidades chilenas, a população está saindo às ruas para se manifestar, especialmente os estudantes secundaristas, com amplo apoio popular. E sua principal exigência é o fim desse governo, um governo neoliberal no primeiro laboratório do neoliberalismo em todo o mundo.

A informação de que o “fora Piñera!” é a principal palavra de ordem nas manifestações no Chile está sendo cuidadosamente ocultada. Porém, rompendo o cerco aos fatos imposto pela imprensa burguesa, a Causa Operária TV trouxe um relato direto do Chile durante o programa Reunião de Pauta que foi ao ar na quinta-feira (7). Da cidade de Concepción, capital de Biobío, segunda região mais populosa do país e que abriga seu maior complexo industrial, a correspondente Mônica de Souza apresentou uma série de informações em primeira mão sobre a situação chilena.

Piñera não renuncia

Na imprensa chilena, a direita tem insistido em que o governo não renunciará. Essa é a política da direita golpista em toda América Latina nesse momento, em cada país e em cada embate, a direita golpista não está disposta a ceder terreno e entrar em acordos. É uma situação diferente do começo dos anos 2000, quando diversos governos nacionalistas burgueses entraram no governo com base em um acordo com a burguesia.

Conforme o relato de Mônica de Souza para a Causa Operária TV, isso provoca indignação na população, em um cenário de protestos diários e com pesquisas de opinião mostrando a popularidade de Piñera em menos de 15%. Diante disso, está colocado o embate entre o governo e a população. O presidente se recusa a deixar o cargo, a população se recusa a aceitar sua continuidade e se mantém mobilizada.

É por isso que a população chilena levanta a palavra de ordem “fora Piñera!” Em uma situação parecida com a do Brasil, sem que os partidos de esquerda ou grandes organizações operárias e populares levantem essa palavra de ordem.

Fora Piñera! Fora Bolsonaro!

No Chile como no Brasil, o povo já levanta palavras de ordem pelo fim de seus respectivos governos. Falta que as direções da esquerda levantem também essa palavra de ordem, que se torna a cada dia mais necessária. A direita não pretende ceder e procura contornar a crise política por meio de saída à direita para essa crise, o que tende a levar a regimes mais autoritários. Para evitar esse desfecho, é hora de mobilizar em torno do fim desses governos, nas ruas, e assim impor uma derrota à direita. Fora Bolsonaro!