Tocantins: juiz golpista emite mandado de despejo de famílias em favor de latifundiário

O juiz golpista da comarca de Filadélfia, no Tocantins, Fabiano Ribeiro, expediu um mandado de reintegração de posse contra as famílias da comunidade Gabriel Filho, no município de Palmeirante, extremo norte do estado.

A área em questão é alvo de disputas desde 2007, quando foi verificado que o latifúndio possuía documentação frágil, que evidencia grilagem de terras, e ser improdutivo. A situação ficou tão tensa que em 2010, a liderança da comunidade Gabriel Filho foi assassinada e o mandante é o latifundiário que hoje pede a reintegração de posse, Paulo de Freitas.

As famílias da comunidade Gabriel Filho, em homenagem a liderança assassinada, vivem sob constante ameaças do latifundiário e nenhuma medida para a proteção das famílias é tomada pelos órgãos estatais.

O caso do assassinato está parado na justiça e a desapropriação da área também por motivos óbvios: esconder os verdadeiros assassinos e garantir a posse da terra para o latifundiário assassino de sem-terra, Paulo de Freitas. Numa “jogada ensaiada” entre judiciário, polícia e latifundiário.

A decisão do Juiz golpista, Fabiano Ribeiro, beneficia o latifundiário assassino e manda 30 famílias, que produzem alimentos e tem o seu meio de vida na área há mais de 10 anos. Evidencia o conluio entre os golpistas do judiciário e os latifundiários para atacar as famílias sem-terra em beneficio dos latifundiários que se utilizam das terras públicas griladas para especulação imobiliária.