Atenção à vacina
Nesta terça-feira, 3, a Anvisa decidiu liberar os testes da vacina contra a covid-19 produzida pela Janssen-Cilag.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Doctor's hand holding a syringe of covid-19 vaccine and vaccine vial
Uma das vacinas contra a covid-19 | Reprodução

Nesta terça-feira, 3, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu liberar os testes da vacina contra a covid-19 produzida pela Janssen-Cilag, braço da multinacional Johnson & Johnson. Os testes foram suspeitos logo após a empresa ter detectado efeitos adversos em um dos voluntários, nos Estados Unidos.

“É importante destacar que a Anvisa continuará acompanhando todos os eventos adversos observados durante o estudo e, caso seja identificada qualquer  situação grave com voluntários brasileiros, irá tomar as medidas previstas nos protocolos para a investigação criteriosa desses eventos”, diz a nota da Anvisa.

A suspensão dos testes não foi somente no Brasil; diversos países adotaram a suspensão para evitar possíveis complicações. Todavia, a consideração da Anvisa é de que esse tipo de situação é comum, mesmo não havendo detalhes sobre o caso norte-americano. Não obstante, 12 voluntários do Rio de Janeiro já haviam participado do estudo antes do ocorrido. Seguindo o protocolo, uma parte recebeu doses reais da vacina e outra placebo, e seguem sendo monitorados.

A liberação do laboratório abriu a possibilidade da aplicação de 7.560 doses, entre vacinas e placebos, em 11 estados. No Brasil, porém, os testes são conduzidos pelo Centro Paulista de Investigação Clínica (Cepic).

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas