Terror nos EUA, golpistas querem trazer prisões privatizadas para o Brasil

presc3addios-privados-ribeirc3a3o-das-neves

A escatológica imprensa golpista brasileira é um ótimo meio de saber adiantado quais projetos o imperialismo sonda instalar no Brasil. Um colunista da Folha de S. Paulo publicou nessa sexta-feira (13) uma coluna explicando por que o Brasil deveria aderir às prisões privadas. Seus principais argumentos eram de que tal modelo ajudaria a diminuir a superlotação e influência das facções criminosas nos detentos, além de, segundo ele, ser mais barato em vista que o Estado pagaria 25% a menos em cada detento, pagando 2100 por cada detento.

Os Estados Unidos são o país mais conhecido a usar esse sistema em alguns estados. Não podia ser diferente no país do capitalismo selvagem, onde se paga até para ser encarcerado pela burguesia. Além das recorrentes denúncias da população em relação a esse tipo abusivo de encarceramento, O U.S. Department of Justice Office of the Inspector General publicou uma pesquisa sobre o assunto em agosto do ano passado. Nela foi constatada a deficiência desse tipo de sistema e provou justamente que a superlotação, a violência, o contrabando de telefones e o abuso de autoridade em relação aos detentos só piora. Teria como ser diferente? Estamos botando na mão da iniciativa privada um negócio que ela deve executar de maneira execrável para poder lucrar. Se de fato as prisões privadas recuperassem os detentos, elas estariam diminuindo o número de famílias pagantes, e de auxílio do Estado. Que negócio quer ganhar menos dinheiro? Nenhum. A coisa funciona exatamente da maneira contrária: se aceita mais presos do que é possível abrigar, e segundo a pesquisa, isso foi “resolvido” botando muitos recém chegados em solitárias; o uso das solitárias é mais recorrente, e executado de maneira altamente arbitrária; a violência entre detentos é 28% nas prisões privadas – não se esperaria o contrário, quanto mais opressivo for o tratamento do preso, mais violento ele tende a ser; e o contrabando de celulares tem taxas maiores do que nas prisões federais americanas.

Se no Brasil o sistema penitenciário promovido pelo estado já é péssimo, e isso devido a razões políticas, sendo a face mais cruel de uma verdadeira política de extermínio da classe negra a trabalhadora, imagina se fosse delegado a uma empresa que pudesse lucrar com isso? O Brasil tem a terceira maior população carcerária do mundo, perdendo apenas para os E.U.A e para a China, o potencial lucrativo é enorme. A população pobre além de ser assassinada todos os dias na rua, de ser presa sem ao menos ter sido julgada, ou julgada de maneira indevida, agora terá de pagar pela prisão e tortura de seus próximos.

Os golpistas querem trazer o que há de mais cruel e desumano no capitalismo para o Brasil. Querem privatizar a educação e a saúde, vender todas as riquezas nacionais, querem justamente que despenquemos da posição de potência econômica emergente, que não tenhamos mais condições de competir minimamente no mercado com os grandes imperialistas, para nos reduzir a um povo flagelado e miserável que paga por cada bala e fuzil do carrasco, e cada prego e tábua de seu próprio caixão.