Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Os cortes no orçamento promovidos pelo governo golpista de Michel Temer chamou atenção das mais variadas organizações, como da própria ONU (Organização das Nações Unidas) que enviaria um representante para avaliar os impactos dos cortes, neste mês de março.

Contudo, o golpista Temer impediu que o representante da ONU viesse, sob a alegação de que estaria ocorrendo uma transição na pasta de Direitos Humanos, com a saída de Luislinda Valois.

Se a ONU, que é uma organização do próprio imperialismo, queria ver os impactos dos cortes, é porque o resultado tem sido desastroso da falta de verbas para uma série de áreas do governo, especialmente aquelas ligadas aos direitos do povo, como Educação, Saúde, Habitação, etc.

“Sua visita seria uma oportunidade para que pudéssemos ter mais informações sobre os impactos da Emenda Constitucional 95”, disse Jefferson Nascimento ao Estadão, representante da organização não governamental Conectas.

Da maneira como está colocado, o governo golpista de Michel Temer sequer tem informações sobre os resultados dos ataques ao povo, ou se as tem, não irá divulgá-las. É o governo mais impopular de toda a história do Brasil.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas