Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Professores indígenas e quilombolas participaram do evento. Foto: Lauro Vasconcelos
|

O governo Temer mostra mais um vez que o golpe ainda está longe de ter feito tudo o que veio para fazer, e anuncia que serão disponibilizadas apenas 800 bolsas para indígenas e quilombolas que ingressaram nas universidades. O valor do PBP (Programa de Bolsa-Permanência) é de 900 R$ por mês, e serve para ajudar os estudantes com comida, moradia, deslocamento e material escolar.

Desde dos inícios do ano letivo em março, os novos estudantes não receberam 1 real, e se que conseguiram acessar o sistema do PBP para se matricular. Representares estimam que mais de 2.500 estudantes estejam sendo prejudicados e que esse número pode escalar até 5.000 até o final do ano. Para contornar esse total descaso do governo os estudantes mais antigos tem organizados eventos e dividindo bolsa para levantar fundos para os estudantes, mas o fato é que por não terem meios a maioria dos estudantes vai acabar desistindo dos estudos.

Desde a sua criação pelo MEC em 2013 já foram mais de 18 mil alunos indígenas e quilombolas contemplados pelo Brasil inteiro, alunos que tiveram que se descolar centenas de quilômetros para poder estudar. Disponibilizar apenas 800 bolsas para contemplar todo o país, é na prática, acabar com o programa.

O governo Temer não está hesitando drenar todos os recursos de saúde e educação para salvar os capitalistas internacionais, cuja economia está em frangalhos e por isso financiaram golpes em todo continente latino-americano.  Temer e sua corja são o equivalente de uma verdadeira bomba atômica para os país, querem deixar o Brasil sem condições de se recompor nos próximos anos e por isso entregam  nossos recursos ao imperialismo e acabam com as condições do povo brasileiro de levar uma vida decente; a saúde e a educação.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas