Taxistas somam-se a protesto contra o governo golpista de Honduras

dt.common.streams.StreamServer
Tegucigalpa, 12 jun (Prensa Latina) As mostras de descontentamento contra o Governo do presidente do Honduras, Juan Orlando Hernández, continuam hoje com o anúncio de uma greve dirigida pela Associação de Taxistas, em protesto contra as regularizações impostas ao setor.

 

O diretor da Associação, Víctor Aguilar, pôs como razão principal a falta de resposta a uma reforma da nova Lei do Transporte Terrestre.

Em seu critério esse regulamento contempla altos custos de renovação de permissões bem como elevados preços no combustível.

Este país centro americano enfrenta uma situação de crise depois de que professores e médicos empreendessem jornadas de manifestações contra a possível privatização dos setores da saúde e a educação.

Segundo informe dos meios de imprensa, as mobilizações foram reprimidas em várias ocasiões pelas forças policiais com o uso, entre outros métodos, de gases lacrimogenos contra as massas populares.