“Tapera burocrática”: deputado petista denuncia que Incra foi aparelhado pelos assassinos de sem terras

Frei-Anast-cio

O deputado petista, Frei Anástasio, fez duras críticas a posição do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o INCRA, em relação aos dois Sem-Terras assassinados na fazenda de Garapu no último sábado, localizada no estado da Paraíba.

Os dois homens estavam jantando na noite do último sábado, quando por volta das 19:30 foram assassinados por outros dois homens encapuzados que invadiram a fazenda. Em nota, o Incra afirmou desconhecer qualquer conflito agrário na região, desvinculando, com isso, a causa das mortes ligadas à brutal violência dos jagunços e dos latifundiários contra os sem-terra.

O deputado destacou a posição do Incra, chamando-a de “vergonhosa”, abertamente favorável ao massacre da população camponesa no país.

Após a eleição fraudulenta de Jair Bolsonaro, a extrema-direita chega ao poder para impor uma política de guerra contra o povo, dando continuidade e aprofundando a política repressiva desatada com o golpe de 2016. As instituições do estado, que antes já eram dominadas pelos golpistas, se voltam cada vez mais contra os interesses dos movimentos populares e de suas organizações.

Para combater a violência da extrema-direita e seus capangas é necessário organizar imediatamente os comitês de auto-defesa, única forma de resistir à brutalidade da extrema-direita.