COVID-19
Acabada a farsa das eleições “voltou a tona” o problema da pandemia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
como-conhecer-curitiba-em-42-atraçoes-rua-xv-novembro
Curitiba | O outro lado da notícia

A pandemia que foi anunciada em meados de março, quando ocorreu um grande número de infecções nos países da Europa e da Ásia. Desde esse período, em todos os países só ocorreram aumento dos casos.

No Brasil ocorreram as eleições municipais, que foram adiadas por mais de um mês com o pretexto da pandemia. No entanto, antes das eleições não foi realizado nenhum controle da pandemia, somente uma política demagógica da direita golpista.

Diante do não controle da pandemia no Brasil, que já vitimou mais de 175 mil pessoas e infectou quase 7 milhões de brasileiros, os governos tiveram que mascarar os dados durante as eleições. A manipulação dos dados era pra mostrar um clima de normalidade e que os governos que estavam pleiteando a reeleição estavam controlando a situação da pandemia.

Acabada a farsa das eleições voltou a tona todo o problema da pandemia e até um agravamento.

No Paraná a situação não foi diferente do restante do país. Durante as eleições as cidades estão todas na fase verde e agora recuaram para a fase laranja. A prefeitura de Curitiba publicou nesta sexta-feira, 4 de dezembro, um decreto que coloca novas regras para circulação de pessoas e o funcionamento do comércio.

Uma das medidas é o fechamento do comércio, supermercados, restaurantes e parques aos domingos, essas medidas serão válidas por 14 dias. O decreto reforça as medidas restritivas dos decretos estaduais, como o toque de recolher entre as 23h e 5h, proibição de venda e consumo de bebidas alcoólicas e a suspensão das atividades de bares, casas noturnas e espaços para eventos.

A pandemia foi escondida durante as eleições, na maioria das promessas dos candidatos sequer era mencionada o controle da pandemia, pois no Brasil esta nunca foi controlada. Durante os debates dos diversos candidatos da burguesia e da esquerda pequeno burguesa não se falou sobre a pandemia e de seus números alarmantes no Brasil.

A pandemia no Brasil escancarou outros problemas como a fome e a miséria que a maioria da população vive, com o golpe de estado de 2016 e o agravamento da crise capitalista. No Brasil milhares de pessoas vivem sem saneamento básico, algo primordial para o controle da doença.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas