Tanques de guerra contra balões, pipas e pedras: Israel prepara ataque massivo em Gaza

israel

Da redação – Informações do sítio The Times of Israel, revelaram à imprensa mundial que as autoridades de Israel, o país assassino e capacho do imperialismo no Oriente Médio, estão articulando o exército para uma ofensiva militar na Faixa de Gaza se o Hamas não parar de lançar balões incendiários ao território israelense a partir do enclave palestino.

A fórmula já conhecida, “tanques de guerra contra balões e pedras”, pode levar à um massacre da população Palestina, onde, o capacho alertou que o Hamas tem até sexta-feira (20) para acabar com o lançamento de balões incendiários. Se o movimento terrorista não cumprir a demanda, Israel pode decidir que não há outra opção, senão iniciar uma operação militar de grande escala.

O desdobramento dos fatos começaram no último sábado, 14, quando Israel descumpriu o acordo de cessar-fogo e voltou a bombardear Gaza, matando mais de 140 palestinos e deixando 220 feridos. Já no domingo, 15, a 162ª Divisão Armada de Israel lançou exercícios militares simulando um ataque à Faixa de Gaza, mas afirmando que foi apenas uma manobra planejada e não está ligada aos eventos atuais, alguns viram os exercícios como uma ameaça indireta ao Hamas. Na terça-feira, 17, o primeiro-ministro israelense, o “lambe botas”, Benjamin Netanyahu, visitou a Divisão de Gaza das Forças de Defesa de Israel e fez uma afirmação preocupantes de que o país já está em meio a “uma campanha militar”.

“Estamos em uma campanha militar em que houve trocas de golpes. Estou preparado para dizer que as Forças de Defesa de Israel estão prontas para qualquer cenário”, disse Netanyahu.

Vale ressaltar também uma manobra feita no parlamento israelense, cujo  primeiro-ministro e o ministro da Defesa do país, passaram projeto que garante o direito de declarar guerra sem autorização do Gabinete de Segurança.