Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O Tribunal Regional Federal da 4º região julgou nesta segunda-feira (26) os embargos de declaração apresentados pela defesa do ex-presidente Lula. Conforme o esperado, os desembargadores do Tribunal, João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Luiz dos Santos Laus, rejeitaram por um placar de três votos a zero as razões do recurso.

A defesa havia apontado 8 omissões, 16 contradições e 5 obscuridades na decisão, e visava reverter, mesmo que parcialmente, o resultado do acórdão proferido pelo mesmo Tribunal em 24 de janeiro, quando havia sido aumentada a condenação do petista de nove para mais de doze anos de prisão.

Lula foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro, que também acabou ficando conhecido por “Mussolini de Maringá”, a mais de 9 anos de prisão no processo farsa do “triplex do Guarujá” fruto de um malabarismo jurídico promovido na operação igualmente fraudulenta chamada de “Lava Jato”.

A esquerda deve ter em mente que é inocência pensar que o Judiciário burguês e golpista vai salvar da prisão o maior líder popular do mundo. Apenas uma mobilização revolucionária das massas pode fazê-lo. Cabe aos setores mais conscientes e avançados dos movimentos sociais e operários mobilizar a classe trabalhadora para evitar esse grande retrocesso histórico, que significaria a prisão do ex-presidente Lula.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas