Ataque hacker fascista
O Diário Causa Operária recebeu manifestações de apoio dos partidos políticos PT, PSOL, PSTU, PCB, PCdoB, PSB. Dois ex-presidentes da República enviaram mensagens de apoio.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
DCO-1-oueshy3dije12k9tj00065akkq6quilcmtrnnnclr4
A imprensa da esquerda é um elemento fundamental na luta de classes em curso no país. | Reprodução.

A campanha de repúdio ao ataque hacker fascista contra o Diário Causa Operária (DCO) cresce a cada dia e recebe mais manifestações de apoio. Lideranças, parlamentares e militantes de diversos partidos políticos, como PT, PSOL, PSTU, PCB, PCdoB, PSB enviaram vídeos onde prestavam solidariedade ao DCO, reconhecido por todos como uma imprensa que expressa os interesses dos trabalhadores na luta contra o golpe de Estado, contra a extrema-direita e o fascismo. Dois ex-presidentes da República, Lula e Dilma e ex-ministros de Estado enviaram mensagens de apoio.

Dirigentes das centrais sindicais Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Interssindical prestaram solidariedade. Membros de sindicatos combativos e importantes do país, como a Associação dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Sindicato dos Bancários, Sindicato dos Metalúrgicos, Sindicato dos Correios, Sindicatos dos Petroleiros ligados à FUP enviaram declarações e vídeos de solidariedade. O Movimento Popular da Juventude (MPJ) e a Consulta Popular manifestaram solidariedade ao DCO.

O DCO sofreu dois ataques hackers dentro do período de um mês. O primeiro foi responsável por apagar cerca de 4.000 artigos e, em quinze minutos, causou danos significativos ao site do Diário. O segundo ataque foi mais profissionalizado e visou derrubar o site pela quantidade de acessos, o que indica que há uma estrutura montada para ataques cibernéticos, orientada para atacar a imprensa da esquerda que denuncia os ataques do governo Bolsonaro e do bloco político golpista.

Mais ataques cibernéticos se verificaram contra o portal Ponte Jornalismo, o jornal A Nova Democracia, o site do Partido Comunista Brasileiro, os sites do Partido da Causa Operária e da Causa Operária TV e contra lives de lançamento das pré-candidaturas do PT e PSOL. A ofensiva da extrema-direita contra a imprensa da esquerda ocorre em um momento crucial, onde a crise do governo Bolsonaro se aprofunda, com conflitos abertos no interior do próprio bloco golpista.

A imprensa da esquerda é um elemento fundamental na luta de classes em curso no país. O Diário Causa Operária leva adiante uma luta política em defesa dos direitos democráticos da população, de suas organizações políticas e sindicais e se destaca na campanha pelo Fora Bolsonaro e contra a perseguição política ao ex-presidente Lula e pela restituição de seus direitos políticos. A Operação Lava-Jato, organizada pelo imperialismo norte-americano e essencial para o golpe de Estado de 2016, materializado com o impeachment fraudulento da presidenta eleita Dilma Roussef (PT), foi sempre denunciada por este Diário. Há centenas de matérias que buscam esclarecer o problema do perigo real do fascismo e da instauração de uma ditadura militar no país.

Veja as manifestações de importantes dirigentes da esquerda, Valter Pomar, da direção do PT e da corrente Articulação de Esquerda, Paulo Pimenta, deputado federal (PT-RS), Ricardo Gebrim, da Direção Nacional da Consulta Popular, e Índio, dirigente da central sindical Interssindical – Central da Classe Trabalhadora.

https://www.youtube.com/watch?v=1si-QTJi4zA

 

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas