sig20181115002
|

A falta de investimento em infraestrutura no Brasil e a má qualidade resultante desse fato pode ser vista em inúmeras rodovias, pontes, estradas, ferrovias, etc. Nos anos 80, o investimento em infraestrutura era cerca de 60% do Produto Interno Bruto (PIB), no ano passado o mesmo investimento foi de 36,6% do PIB.

De acordo com um estudo da consultoria InterB, grande parte da infraestrutura brasileira tem entre 30 e 40 anos e um baixo nível de manutenção, fazendo com que muitas pessoas passem por áreas de risco, como pontes e rodovias, todos os dias.

Existe também o problema com a falta de saneamento básico. Atualmente existem cerca de 100 milhões de pessoas sem acesso à uma rede de esgoto e cerca de 35 milhões sem acesso à água potável.

Outro estudo realizado pela InterB demonstra que, de toda a água que é tratada, 38,3% é perdida durante o percurso até as cidades por conta de vazamentos chamados de “gatos”. Com a contínua falta de recursos, a tendência é de que esse número aumente.

O sucateamento da infraestrutura acontece devido a política neoliberal da direita golpista, que faz isso para abrir espaço para privatizar tudo o que for possível e criar o “estado mínimo”. Consequentemente, nada mais seria público e a situação do país ficaria ainda mais precária. Contra isso, é preciso mobilizar o povo na luta contra os ataques da direita.

Relacionadas