Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A falta de investimento e os importantes cortes de verbas que afligem as escolas da rede estadual paulista, já se fazem sentir na volta as aulas do ano corrente. Inúmeras são as denúncias logo na primeira semana.

Entre elas, a suspensão das aulas de crianças e jovens alunos autistas que estudam em escolas particulares conveniadas com o Estado, pois os convênios do governo do Estado não foram renovados.

O problema atinge centenas de estudantes matriculados em 25 colégios conveniados do Estado.

Outro exemplo da falta de dinheiro (que é desviado para interesses capitalistas) para investimento na educação é o exemplo de escolas estaduais na zona Norte e na zona Sul que estão sem aula, por problemas nas instalações elétricas.

Na Escola Estadual Professora Maria Helena Gonçalves de Arruda, na Brasilândia (zona Norte), alunos do curso noturno estão desde a semana passada sem aula porque parte da fiação do prédio foi furtada, em dezembro e após mais de 45 dias ainda não foi solucionada.

O governo que só reajusta o salário dos professores de 4 em 4 anos, aniquila as escolas estaduais com o total sucateamento econômico imposto à educação no Estado de São Paulo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas