Rio de Janeiro
Presidente do STJ revoga prisão preventiva e determina prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica

Por: Redação do Diário Causa Operária

Nesta terça-feira (22), o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi preso sob acusação de chefiar organização criminosa. Na audiência de custódia, a desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita autorizou a prisão preventiva e encaminhou Crivella para o Presídio José Frederico Marques. Porém, o presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, revogou a decisão e determinou prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica.

Send this to a friend