Menu da Rede

STF não é esperança contra a prisão de Lula, só a mobilização é

Tempo de Leitura: 2 Minutos

Publicidade

A defesa do ex-presidente Lula apresentou três pedidos ao ministro Edson Fachin, relator do caso no STF, um deles é para que o pedido de Habeas Corpus preventivo, feito pela defesa de Lula e que se encontra no Supremo sem data para análise do plenário da corte, seja “levado a julgamento “em mesa”, independentemente de pauta, como prevê expressamente o Regimento Interno da Corte”, como afirma Zanin advogado de Lula. Bastaria, portanto, que o ministro relator leva-se a demanda a pauta, já que fora desconsiderada pela presidenta do STF por pelo menos dois meses tempo suficiente para prender o ex-presidente.

Ou seja, independentemente da vontade de Carmen Lúcia, presidenta do STF, que não irá colocar em pauta nem o pedido de Habeas Corpus preventivo de Lula em votação no plenário e nem a vai retomar a questão da aberrante possibilidade de prisão em segunda instância, tão cedo. Esse fato significou uma esperança para setores do movimento de Luta contra o golpe.

Logicamente, que a defesa do ex-presidente deve, como vem fazendo, explorar todas as possibilidades legais para defender o ex-presidente da perseguição que sofre, porém os argumento legais, jurídicos não devem ser o principal instrumento de defesa do Ex-presidente, pois não se trata aqui de um processo jurídico normal.

O próprio STF criou as condições para tanto para a condenação criminosa que sofreu o ex-presidente, por tribunais de exceção no país, quanto para a sua prisão. Argumentos meramente jurídicos não serão suficientes para impedir o ex-presidente de ser preso.

Só a mobilização popular pode de fato impedir a prisão de Lula, Só a mobilização popular pode de fato garantir sua candidatura e só uma gigantesca mobilização das massas, que polarize todo o país, entre os golpista e o povo, pode garantir que o golpe seja derrotado..

Portanto, o ponto central aqui é a mobilização popular, é necessário desenvolvê-la ao máximo, ou seja levar as massas a chocar-se  diretamente com os golpe, esse é o único meio para os trabalhadores brasileiros derrotaram a ditadura que está a espreita.

O ex-presidente Lula, figura mais popular do país, é alvo de uma injustiça, sofre  uma perseguição política da direita, cujo objetivo, é destruir não só próprio ex-presidente como abrir caminha para a destruição de todas as organizações operárias e populares do país para impor ao povo brasileiro uma brutal situação de exploração e miséria.

É necessário um amplo movimento, o maior que já houve no país para impedir a prisão do ex-presidente na força. É somente com a mobilização popular, inclusive, que os espíritos minimamente legalistas do judiciais poderão levantar a cabeças.

Sem mobilização, Lula será preso e os efeitos do golpe serão muito mais intensos para o povo e a luta contra o golpe muito mais dificultada. Portanto a tarefa do momento é mobilizar contra a prisão de Lula.

Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Clima de radicalização agita o Peru - O Mundo em 1 Hora (Reprise)

20 Visualizações 21 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend