STF julga dia 10 de outubro o direito da ECT demitir em massa os trabalhadores

carteiors desolados 1

Os golpistas dos Correios , depois do golpe de Estado, através do impeachment de Dilma Rousseff do PT,  assumiram o controle  da estatal, acelerando o processo de privatização da empresa, com a ameaça de demissão de mais de  20 mil trabalhadores.

No entanto, as milhares de demissões que os golpistas pretendem realizar estão bloqueadas, devidos as decisões  dos tribunais superiores, de que  a ECT não pode demitir funcionário sem motivação legal, já que o funcionários dos Correios foram contratados por meio de concurso público em uma empresa que possui direitos processuais iguais a da Fazenda Pública, portanto o trabalhador dos Correios se igualando ao funcionário público com estabilidade.

O recurso dos golpistas dos Correios a ser julgado no dia 10 pelo STF é justamente para que os ministros golpistas dêem autorização legal para que haja uma demissão em massa na ECT, e com isso,  a privatização para um patamar definitivo, a de entregar todo o patrimônio dos Correios nas mãos dos grandes capitalistas internacional que financiaram o golpe de Estado no Brasil.

É necessária a criação de comitês de luta contra o golpe dentro dos Correios, para organizar a luta contra a privatização da empresa, pois  sem derrubar o golpe a privatização vai avançar e as demissões serão feitas massivamente.