Risco à liberdade de expressão
Apesar da esquerda comemorar a decisão do ministro Alexandre de Moraes, ela se esquece que é uma decisão arbitrária e que pode se voltar contra ela mesma
stf-alexandre-de-moraes
Ministro do STF Alexandre de Moraes. | Foto: Nelson Jr./SCO/STF - 10.09.2019
stf-alexandre-de-moraes
Ministro do STF Alexandre de Moraes. | Foto: Nelson Jr./SCO/STF - 10.09.2019

Nesta terça-feira (16) o ministro Alexandre de Moraes, determinou que as redes sociais forneçam monetização de páginas bolsonaristas.

Segundo o jornal O Globo, para o Facebook, Moraes determinou a entrega de informações das páginas: Terça Livre (de Allan dos Santos), Folha Política, Foco do Brasil, Alberto Silva, Roberto Boni, Vlog do Lisboa, Roberto Boni, Nação Patriota, Ravox Brasil, Oswaldo Eustáquio, Sara Winter, Marcelo Razão e Camila Abdo Calvo.

No Instagram as páginas são: Foco do Brasil, Folha do Brasil, Alberto Silva BR, Terça Livre, Vlog do Lisboa, Nação Patriota Ofic, Ravox Brasil, Eustáquio Oswaldo, Sara Winter, Dr Frazão Marcelo e Camila Abdo.

No You tube foram: Folha Política, Foco do Brasil, O Giro de Notícias, Terça Livre, Vlog do Lisboa, Universo, Nação Patriota, Ravox Brasil, Oswaldo Eustáquio, Sara Winter, TV Direita News, Direto aos Fatos e Emerson Teixeira.

Partindo do STF golpista é preciso ficar claro que isso é um ataque a liberdade de expressão, de imprensa e de informação e que mais cedo ou mais tarde isso irá se virar contra a esquerda. Como o caso da Prisão de Sara Winter, que faz propaganda do bolsonarismo e foi enquadrada na lei de segurança nacional (lei anti-terrorista) por coisa que disse na internet em suas redes socais, e está ameaçada de pegar 7 à 14 anos de prisão.

A esquerda não pode fazer coro com esse tipo de de decisão arbitrária, pois quem garante que nos próximos dias essa justiça brasileira ataque com prisões os movimentos sociais, Antifas e de esquerda sob a mesma alegação?

Relacionadas
Send this to a friend